Quarta-feira, 7 de Junho de 2006

Distrito de Braga mais Saudável em 2004

A atracção, a sedução e o poder normalmente associados a estes adjectivos tem sido ao longo dos tempos estudados nas suas várias vertentes, pelas mais variadas pessoas e instituições com resultados por vezes tão interessantes quanto surpreendentes tais são as diferenças intrínsecas a quem delas faz uso. Numa perspectiva curiosa a TNS Portugal levou a cabo um estudo denominado “ O Poder de Sedução de Portugal” recorrendo a um método de Marketing Intelligence cujo objectivo passou por dar a conhecer o nível de envolvimento dos Portugueses com uma determinada marca sendo que desta feita essa marca estudada era o seu país. Da multiplicidade de factores analisados conclui o estudo que: “... se Portugal fosse uma marca estaria em grande risco na medida em que apenas 15% dos portugueses se envolvem no seu país”. Na área da Saúde as referências aos SNS não são nada abonatórias realçando este estudo a “desconfiança” dos portugueses para com os níveis de serviço que lhes são prestados, não sendo por isso de estranhar a habitual referência à “segunda opinião médica” noutros países. Pese embora sejam por demais conhecidas muitas insuficiências ao nosso SNS e se comente frequentemente a sua sustentabilidade, há contudo alguns dados que nos devem ajudar a reflectir e a avaliar a forma como, à medida que vão surgindo resultados concretos, se têm implementado no terreno determinadas políticas neste âmbito com reflexos positivos para as populações e que, em certa medida, nos ajudem a contrariar esta onda de pessimismo que vai abalando a grande maioria dos portugueses. Nesse sentido destacam-se os excelentes resultados no nosso Distrito no que toca a dois dos indicadores de saúde mais importantes e que reflectem, de certa forma, níveis de desenvolvimento e performances atingidas por uma qualquer sociedade: os índices de mortalidade infantil e perinatal. É consensual que o contexto económico e social (habitação; educação; condições sanitárias; transportes e comunicações) se alterou significativamente nas últimas décadas assim como se verificou um enorme progresso realizado em Portugal, desde que foi lançado, em 1989, o Programa Nacional de Saúde Materno- Infantil pelo que as melhorias constatadas não são por si só uma novidade mas sim a forma e os locais onde essas melhorias se têm feito sentir, na medida em que continuam a existir grandes assimetrias entre regiões dentro do nosso país. Assim, atente-se aos dados disponibilizados pela Direcção Geral de Saúde referentes a estes dois indicadores no ano de 2004. No que respeita à Mortalidade Infantil, os valores no Distrito de Braga desceram dos 6,3 ‰ atingidos no ano 2000 para os 2,7‰ enquanto que no total dos distritos que compõem o Norte do país a descida foi menos abrupta (6,1‰ em 2000 para os 4,1‰ em 2004) e em todo o território nacional os 5,4‰ registados em 2000 deram lugar aos 3,8‰ em 2004. Quanto aos índices de Mortalidade Perinatal, o Distrito de Braga volta a apresentar melhores resultados quando comparado com a realidade em todo o Norte e todo o Território Nacional. Os absurdos 6,7‰ apresentados em 2000 foram reduzidos para 2,7‰ em 2004, enquanto que o Norte e Território Nacional Total apresentavam 6,1‰ em 2000 enquanto que em 2004 desceram para os 4,4‰. Com estes dados é assumido que os valores apresentados no Distrito estão já muito perto ou, em alguns casos, melhores do que uma parte significativa dos países europeus. Certo é que há uma margem de melhoria que pode e deve ser atingida mas não podemos deixar de felicitar todos aqueles que, com as suas acções no terreno e num espaço de tempo tão curto, contribuíram para estes resultados.

Mário Peixoto
http://saudeminho.blogs.sapo.pt
publicado por Mário Peixoto às 13:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. De costas voltadas....

. Com ou 100

. O poder do Blush

. Construir a Casa pelo Tel...

. O Enterro da Beata

. Promessas escritas...

. Banco Local de Voluntaria...

. Em nome da verdade

. Socorro

. O Ministro da Saúde e a a...

.arquivos

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds